Palavra do Papa – 09 de julho

11 de julho de 2017 Doutrinas


ANGELUS

Praça São Pedro – Vaticano
Domingo, 9 de julho, 2017

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!
No Evangelho de hoje, Jesus diz: “Vinde a mim, todos os que estais cansados ​​e sobrecarregados, e eu vos aliviarei”. O Senhor não reserva esta frase a um de seus amigos, não, o apelo é a “todos” os que estão cansados ​​e sobrecarregados pela vida. E quem pode se sentir excluído do presente convite? O Senhor sabe que a vida pode ser pesada. Ele sabe que muitas coisas fazem o coração cansado: decepções e feridas do passado, pesos de chumbo e a incerteza e preocupações sobre o futuro.
Diante de tudo isso, a primeira palavra de Jesus é um convite para se mover e reagir: “Vem”. O erro, quando as coisas dão errado, é você ficar onde está. Parece óbvio, mas é difícil reagir! Não é fácil. Nos momentos mais sombrios, é natural ficarmos meditando sobre a vida, quão injusta, sobre o quanto os outros são ingratos e quão ruim é o mundo, e assim por diante. Às vezes sofremos esta má experiência. Mas assim, fechado dentro de nós mesmos, vemos tudo preto. Então começamos a nos familiarizar com a tristeza, e a tristeza nos prostra. Mas Jesus nos quer fora destas “areias movediças” e, portanto, diz a cada um: “Vem!” – “Quem?” – “Você, você, você …”. A saída é em estender a mão e levantar o olhar para aquele que verdadeiramente nos ama.
Todavia, sair de si não basta, é preciso saber para onde ir, porque muitas metas são ilusórias, são “fogos de artifício” que prometem refrescar e distrair um pouco, garantir a paz e dar diversão, e em seguida, deixa na solidão.
Por isso, Jesus indica onde ir: “Vinde a mim”. que prometem refrescar e distrair um pouco, garantir a paz e dar diversão, em seguida, deixando na solidão. E muitas vezes, diante de um fardo da vida ou uma situação que nos entristece, tentamos falar com alguém que vai ouvir com um amigo, um especialista … É um grande bem para fazer isso, mas não se esqueça Jesus! Não nos esqueçamos de nos abrir a Ele e de contar-lhe a nossa vida, confiar-lhe as pessoas e as situações. Talvez existam “áreas” de nossas vidas que nunca se abrem para ele e que permaneceram obscuros, porque eles nunca viram a luz do Senhor. Todo mundo tem sua própria história. E se alguém tem essa área escura, buscais a Jesus, ir a uma missão de misericórdia, ir a um sacerdote. Jeus nos espera, não para resolver magicamente nossos problemas, mas para nos fortalecer neles. Jesus não tira os fardos da vida, mas a angústia do coração; não nos tira a cruz, mas a carrega conosco.

E com ele todo o peso torna-se luz, porque Ele é o descanso que procuramos. Quando Jesus entra na vida, chega a paz, aquela que permanece inclusive nas provações. Vamos até Jesus, dediquemos a Ele nosso tempo, vamos encontrá-Lo diariamente na oração, num diálogo confiante e pessoal; vamos nos familiarizar com a sua Palavra, redescobrir sem medo o seu perdão, matar a nossa fome com seu Pão de vida: nos sentiremos amados e consolados por Ele.
É ele mesmo quem pede, quase insistindo. Ele repete no final do Evangelho de hoje: “Aprendei de mim e achareis descanso para a sua vida” .. E assim aprendemos a ir a Jesus.
Ajude-nos nisto a Virgem Maria nossa Mãe, que sempre cuida de nós quando estamos cansados ​​e sobrecarregados, e nos acompanha até Jesus.

Sem comentário ainda

Você pode ser o primeiro a comentar!

Deixe um comentário

Compartilhe: